Percepção de risco: MOTOCICLISTA – II

Andar de moto requer ainda mais cuidado e atenção, afinal, são os motociclistas os que mais sofrem acidentes de trânsito em todo país. Motocicletas são veículos fundamentais para o transporte de inúmeras mercadorias, são ágeis e estão sendo essenciais nessa época de isolamento social. Além das entregas das compras feitas pela internet, que também tiveram aumento exponencial neste ano.

Mas, para ir e vir para tantas funções que exigem destreza e urgência, é preciso habilidade, conhecer as regras do trânsito e também saber avaliar os riscos que o trânsito apresenta. Mesmo estando numa cidade de porte médio (ou seja, cidades que tem entre 100 a 300 mil habitantes), você pode se machucar seriamente em caso de um acidente.

Por isso, passar pelo curso do CFC é fundamental. Mas, também é necessário estar atento diariamente a alguns cuidados como jamais transitar sem capacete ou com ele aberto ou solto na cabeça. Afivelar o capacete é fundamental para que sua cabeça esteja protegida. Ele não pode sair dela em hipótese alguma.

Um outro ato de amor próprio do motociclista é transitar com a viseira abaixada em todos os trajetos. Não há nada mais importante que proteger seus olhos. A viseira não foi feita para ficar levantada. Ela só lhe protege se estiver no lugar certo.

Outro cuidado primordial do motociclista é se comunicar com quem está próximo e a principal ferramenta dessa comunicação é a seta. Dar seta é informar quem está do lado qual é sua intenção, qual sua próxima conversão, por isso, não economize esse instrumento de comunicação no trânsito. Abuse dela! Assim, quem está do lado, vai saber qual caminho você vai tomar. 

Também para sua proteção, foi criada a antena corta pipa. Ela lhe protege de linhas de pipa com cerol, o que é proibido. Há muitas histórias de motociclistas que foram machucados com essas linhas de pipa e por isso, o uso delas é fundamental para sua proteção. Não deixe sua moto sem esse equipamento valioso.

Assim como os ciclistas, os motociclistas também devem usar adesivos refletivos na roupa, no capacete e também na motocicleta para que, durante a noite ou em baixo de chuva, fiquem mais visíveis para todos os condutores. A roupa que você transita a noite, também deve ter refletivos. Tudo isso é só para que você vá e volte em segurança.

E por último, lembre-se de usar e abusar da gentileza. Nada mais agradável que um condutor gentil e educado para com outros veículos e para quem vai a pé. Dar passagem para quem quer atravessar a rua onde não há semáforos é um ato de cordialidade, coisa que nosso trânsito está carente nos últimos tempos. Perceba o Risco. Proteja a vida.

Foto de Максим Шкляев no Pexels

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *