OBSERVATÓRIO divulga relatório anual 2019

Com a finalidade de divulgar um resumo das ações realizadas em 2019 pelo OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, divulgamos o RELATÓRIO ANUAL de 2019. A intenção é apresentar os principais trabalhos, as novas parcerias, as conquistas e, claro, prestar contas à sociedade de todas as atividades desenvolvidas pelo OBSERVATÓRIO.

Entre os principais objetivos dessa divulgação está o de conquistar mais adeptos a causa da segurança viária. “Acreditamos que, quanto mais cidadãos entenderem o principal motivo do nosso trabalho, ou seja, salvar vidas no trânsito, outros mais estarão ao nosso lado, seja para divulgar o que já fazemos, seja para firmar novas parcerias, ou mesmo nos apoiar em algumas ações”, afirma José Aurelio Ramalho, diretor-presidente do OBSERVATÓRIO.

Além disso, 2019 trouxe a expectativa do último ano da Década de Ação pela Segurança no Trânsito, proposta pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2009, promulgada em 2010 e assinada por todos os países membros da organização em 2011. Quais países cumpriram efetivamente o pacto e reduziu em 50% o número de mortos e feridos nos dez anos que se passaram? Quais países adotaram os cinco pilares, trabalham duro e “economizaram” milhares de vidas, tornando o trânsito um lugar seguro para todos? E o Brasil, como vai prestar contas de ações que mal foram alardeadas em alguns rincões e pouco se avançou na redução da violência no trânsito? Foram muitas questões que o emblemático 2019 trouxe consigo quando o calendário mudou.

São quase 50 páginas onde, divididos pelos eixos de atuação – Estudos & Pesquisas, Dados & Informação, Educação e Advocacy -, o trabalho é apresentado em sinergia com as propostas da ONU para a Década de Ações para Segurança no Trânsito 2011-2020.  “O material é apresentado como um verdadeiro cartão-postal do OBSERVATÓRIO. Tentamos fazer uma mostra de tudo que fazemos de forma clara, fácil e também didática”, explica Daniela Gurgel, assessora de Comunicação da entidade.

Veja abaixo o Relatório completo:

Please follow and like us:
error

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *